Melodias que enchem a alma

10 abril 2007

E tudo o vento levou...



E tudo o vento levou...
A arrogância terminou
E quem alto subiu
Do seu trono caiu
Do que pensava ser
Apenas ficou o dever
E já ninguém lhes poderá valer...
Esse tempo acabou
E nada significou
Foram tempos de glórias
De almas maldosas
Impiedosas
Prepotentes
Prevaricadoras
Que guerras instigaram
Que injustiças fabricaram
Que roubos engendraram
Que revoltas geraram
... ao longo de tanto tempo!
No fim...
Esfumaram-se como o vento
Nada... nada sobrou!
E tudo o vento levou...

26 comentários:

serenidade disse...

Cleo,
que o vento leve a todos os cantos o teu grito de revolta.

Sorriso sereno.

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Cleo:

Sabes que mais... isso, pela rima que apresenta, até parce uma ladainha... mas que está bem interessante está.
Passa uma óptima semana.
Beijoka,

Fontez disse...

e todo o vento levou e tb trouxe...
:)

SONY disse...

Olá,Cleo
fez-me lembrar algo...muito recente!
Tudo que sobe muito cai...
Se não tiver base fixa então, aiiiiiiiiii que tombo!
um bj sony

SONY disse...

Li de novo o teu post!
E pensei...fica sempre algo!
O CONHECIMENTO,A APRENDIZAGEM!
A ISTO CHAMA-SE VIVER!
Um bj Sony

Secreta disse...

Sobra sempre algo ... sempre!
Beijito.

Dias... disse...

Estou a tentar perceber que personagem encarnas.
Politico-Militar parece-me.

Um sopro com alguma revolta e cariz semi niilista, gosto claro!

Beijo

SAM disse...

Este poema caba quase como o Conto de Amor que poste hoje pá...
Tudo o vento levou...Poeira ao vento...
beijo amiga!

Fernanda disse...

Olá
Poema forte...
" E tudo o vento levou"
um filme arrebatador que
recebeu vários óscares.

Fica bem e mts bjs

VICIO disse...

essa fase da vida chega a todos!
arrependimentos de nada valem...

venus disse...

olá
o vento não levou tudo, apenas levou o que não fazia falta...
beijos

littledragonblue disse...

Olá Cleo, pus uma meta, curiosamente essa meta está a ser cumprida à risca. Curiosamente escreves isso, faz-me lembrar algo que está prestes a cair, algo que não vejo como se erguer das cinzas e nas cinzas acabará. E claro, nada, mas mesmo NADA sobra, fica o desgosto, um sonho perdido, uma dor eterna de ter perdido algo.

Um beijinho:

littledragonblue

Plum disse...

Há coisas que valem a pena ser levadas pelo vento!!!Abraços!*

Entre linhas... disse...

Sobra sempre um rasto rasgado na areia,em que só se apaga com a erosão do tempo.

Boa semana

Bjs Zita

juvepp disse...

Olá Cléo,
Ainda não aterrei e dou com este poema em que um sujeito poético denuncia de forma muito clara e objectiva o reinado, os "tempos de glória" de algumas "almas impediosas", "prepotentes" e "prevaricadoras" que, caracterizadas como tal, outra coisa não seria de esperar da acção de tais almas que não fosse "guerras", "injustiças", "roubos" e "revoltas" e como a maldade não dura sempre acabaram por se esfumarem no tempo e das quais "nada sobrou". Ainda bem que assim foi. Espero é que este sujeito poético também tenha sido capaz de não guardar ressentimento de tais almas posto que "almas" deste calibre não merecem qualquer memória nem tão pouco negativa. O esquecimento é a melhor estratégia.
Fica bem. Beijos e força

meialua disse...

... mas há sempre algo que fica...

Beijokas

Belzebu disse...

Apesar de achar que devemos retirar sempre ensinamentos, de facto dos fracos não reza a história!

Saudações infernais!!!

P.S. Excelente música. Parabéns!

SONY disse...

Ai como eu trocava tudo o que sei pelo que não sei!
Apesar de saber tanto, sinto-me ignorante perante o que me falta saber! Apesar de não possuir tudo o que de belo existe! Não trocaria o que possuo pelo que me falta possuir!
Algumas palavrinhas minhas hoje só!
Um bj sony

A MUDANCA disse...

Diz-me onde esta esse vento que tudo leva??


Beijinho

FF

gatinha manhosa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
gatinha manhosa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Papoilasonhadora disse...

Ola Cleopatra, o teu nome define-te. Tu tens o mel que outros procuram e eu devo-te tantas visitas!
Deixo-te um doce bjinho,
agradeço a visita e se tudo o Vento levar, a Amizade ficara como um lirio sem petalas, so com o pedunculo, mas lirio com sonhos, pronto a renascer...
Bjinho,
Papoila Sonhadora,

Dark-me disse...

As vezes é melhor assim!!
Se tudo foi levado, é porque não merecia a pena ficar :)

Dark kiss

pedro disse...

the answer, my friend, is blowing in the wind,

Bob Dylan.

Vladmir Vladesco, Pseudónimo de Osvaldo Pereira disse...

Bendito aqueles que despertam em corações humanos, sentimento de grandeza!!!!
Grandeza: no idealizar, na escrita, na fala, no actuar e no argumentar…
Pois esses... seus corpos um dia sucumbirão;
Mas… suas palavras nesta bela e ilustre terra, para a eternidade permanecerão! Amei a forma bela e singular como trazes - nos seus poemas, eles são extremamente cativantes...
Desejo - te sucessos!
Força!!

Bjs Poéticos

Miguel disse...

Bonito.
parabens.